Quer mudar para Portugal? Veja tudo que você precisa para morar em Portugal

Em síntese, o país lusitano chama muito atenção pela sua arquitetura, culinária, cultura, segurança, povo e mercado de trabalho. Dessa forma mudar para Portugal é o sonho de muitos brasileiros. No entanto, morar em Portugal tem algumas particularidades legais conforme veremos adiante e veremos também sobre o visto para Portugal.

Assim sendo, não é à toa que é um dos países que mais recebe brasileiros todos os anos. Seja pela facilidade do idioma ou ainda pelo custo de vida mais baixo em relação aos outros países europeus.

Porém, caso sua intenção é permanecer menos de 90 dias, não é necessário tirar visto. Mas o seguro viagem é obrigatório, pois o país está inserido no Tratado de Schengen.

Existem três tipos de categoria: visto schengen, visto de residência e visto de estada temporária, os quais se subdividem em: Golden visa, StartUP visa, visto D2, visto D3, visto D4, visto D7 e visto de trabalho.

Assim sendo neste artigo, vamos te dar uma ideia dos tipos de vistos mais comuns para ir mudar e morar em Portugal. Dessa forma te ajudar a escolher qual deles é o ideal para os seus objetivos. Confira a seguir!

Portugal é um lugar sensacional para morar. E mudar para Portugal não é fácil, pois o visto para moradia em Portugal não é tão fácil conforme veremos aqui.

1. Visto Schengen

Em primeiro lugar este não é aplicado aos brasileiros. Pois, serve para viajantes de países que necessitem de um visto para estadia de até 90 dias no território português. Então essa de fato não é uma boa opção ao considerar mudar para Portugal.

2. Visto de Residência

O visto de residência para Portugal serve para pessoas que vão permanecer mais de 1 ano no país, ou trabalhar por mais de 9 meses. Dessa forma insere-se neste visto ainda:

– Pessoas que possuam rendimentos próprios;

– Que participarão de programas voluntários;

– Pesquisadores que desenvolverão algum trabalho numa instituição lusitana;

– Tabalhadores independentes e subordinados (com contrato de trabalho);

– Estudantes que permanecerão mais de 1 ano no país.

3. Visto de estadia temporária

Para pessoas que permanecerão em Portugal por mais de 3 meses e menos de 12 meses. Note que neste caso se você quiser mudar para Portugal em definitivo não é uma boa opção. Assim sendo estão inseridos neste visto para Portugal:

– Programas de intercâmbio e acadêmico;

– Atividades esportistas;

– Trabalhos de média duração e independentes;

– Tratamento médico e de acompanhamento familiar.

Quer tirar vistos para morar em Portugal? Saiba como!

4.Golden visa

É um visto para Portugal que funciona como Autorização de Residência para Atividades de Investimento (ARI). Assim sendo ela é para pessoas que fazem grandes investimentos no território português. Como, por exemplo, a compra de imóveis, transferência de capitais, criação de vagas de trabalho, financiamento de pesquisas científicas entre outros ramos de investimento.

Saiba também que para cada investimento feito em Portugal. São estabelecidos valores e quantidades para o investidor se tornar apto para obter o Golden Visa. Caso queira investir é uma boa opção ao considerar mudar para Portugal.

5.StartUP visa

Esse tipo serve para pessoas que queiram abrir uma empresa em um ramo inovador.

O processo de obtenção deste visto é um pouco diferente dos outros. Pois, é necessário ser aprovado por uma incubadora portuguesa, que acompanhará o desenvolvimento da startup.

O primeiro passo é ser aprovado pela IAPMEI (Agência para a Competitividade e Inovação). Essa exigirá alguns documentos e comprovante de renda mínima para confirmar possibilidade de transferência de fundos.

6.Visto D2 – Visto de empreendedor

Para pessoas que pretendem abrir algum negócio no país e também para freelancers e profissionais digitais, existe um visto para Portugal de empreendedores.

É necessário comprovar capacidade financeira para se manter durante o período de permanência no território português. E no caso dos empreendedores, documentação de investimento e registro da empresa ou documentos que comprovem intenção de investimento dentro do país. Eu considero uma boa opção este visto caso queira mudar para Portugal também.

7.Visto D3 – Visto para profissionais com qualificação

Este visto serve para pessoas com cargos altos como de chefia. Além de gerência e também para especialistas, cientistas e intelectuais das mais diversas áreas. Como, por exemplo, engenheiros, professores, juristas e que atuarão dentro de alguma empresa privada, pública ou instituição portuguesa.

8.Visto D4 – Visto de Estudante

Recomendado para pessoas que vão ficar mais de 1 ano no país. O visto abrange alunos de ensino superior, intercâmbio e para estágios profissionais. Na documentação básica deve ser anexado comprovante das atividades e/ou aceite da instituição de ensino português.

9.Visto D7 – Visto de rendas próprias

Indicado para pessoas que tenham rendimentos em aplicações financeiras, detentoras de propriedade intelectual de qualquer tipo, rendimentos de bens móveis e imóveis, entre outros.

Dentro da documentação básica deve conter comprovante de valor mínimo necessário para um ano de permanência com base no salário mínimo português vigente. Então é uma boa opção para mudar para Portugal com o visto D7 também.

10.Visto de trabalho – Profissional independente ou subordinado

Para se aplicar a este visto você já deve ter um contrato de trabalho ou uma promessa de trabalho no território lusitano.

Como documentos básicos, deve ser apresentado um contrato ou uma promessa de contrato expedida pela empresa contratante.

Vantagens de mudar e morar em Portugal

Existem vários benefícios ao tirar o visto e mudar para Portugal, como:

– Recebimento do salário em Euro, uma das moedas mais valorizadas no momento;

– Posição geográfica, que permite transitar facilmente por outros países europeus;

– Idioma, proximidade entre o português falado no Brasil;

– Custo de vida é mais barata que no Brasil em questão de vestuário e alimentação;

– Boas condições de segurança, educação e saúde.

Por fim se quiser saber um pouco quais são as características de cada visto e as vantagens de morar no território português? Deixe o seu comentário abaixo!

Deixe uma resposta